Protoboard Como Funciona

A protoboard é um das ferramentas mais importantes no universo de desenvolvimento de circuitos eletrônicos pois é o primeiro passo antes de passar para placas ilhadas ou PCB. Não tendo a necessidade de soldar absolutamente nada, apenas “espetando na proto”.

Protoboard o que é?

A protoboard é uma placa reutilizável de ensaios eletrônicos feito de plástico com inúmeros furos que possibilitam o encaixe de componentes do tipo  thruhole. Internamente possuem uma matriz barramentos internos que permitem a passagem elétrica entre colunas e linhas.

Estrutura Interna

Como já foi dito, a protoboard é composta por uma matriz de barramentos tanto verticais quanto horizontais. Os barramentos horizontais são destinados a alimentação elétrica do circuito e por isso estendesse por toda placa ou a depender dos modelos, até a metade da placa e vertical é destinado a montagem dos componentes eletrônicos.

Barramento da protoboard 800 furos. 	protoboard fritzing
Protoboard de 800 furos
Barramento da protoboard 800 furos. 	protoboard fritzing
Protoboard de 800 furos

Protoboard como usar?

Se dominar o funcionamento interno da protoboard, não terá dificuldades para fazer as montagens eletrônicas.

Forma correta de usar os componentes na protoboard

Fazer a conexão com componentes que estão em outro barramento é necessário o uso de fios condutivos como os da imagem abaixo:

Jumpers para protoboard

Qualquer material condutor ligado de um ponto a outro pode ser considerado um jumper. Entretanto, quando é usado um fio maior que a distância entre dois pontos pode ocasionar uma poluição visual na protoboard e atrapalhar possíveis intervenções futuras no circuito. Quando é bem dimensionado o circuito fica muito mais simples e fácil de entender, como na imagem abaixo:

Montagem na protoboard com Arduino elcereza.
Montagem na protoboard

A imagem acima é de um post antigo do nosso instagram que teve um circuito que envolvia um hardware maior onde foi usado um DHT11 e dois displays de 7 segmentos multiplexados com Arduino, para medição e exibição da humidade relativa do ar e temperatura ambiente. Caso queira reproduzir um circuito de mesma aplicação, pode ser usado o HTU21D e o display OLED.

Tamanhos e Modelos

Existem inúmeros tamanhos de protoboard porém as mas comuns são as de 430 e 800 furos, entre os modelos as mais comuns são brancas e transparentes que está disponível em nossa loja.

Protoboard de 430 furos. 	protoboard fritzing
430 furos
Protoboard de 800 furos. 	protoboard fritzing
800 furos

Esses dois tamanhos principais de placas geralmente não atendem circuitos mais complexos, por isso todas tem encaixes para que possa fazer uma placa maior. Veja só o computador de 8 Bit do Ben Eater toda feita no total de 14 protoboards de 800 furos mais alguns barramentos de alimentação no meio:

Existem vários modelos e tamanhos de protoboard no mercado mas as mais comuns são as de 430 e 800 furos.

Os barramentos verticais são os localizados no meio da placa e são compostos por 6 furos destinados a montagem dos circuitos, já os horizontais (barramento de alimentação) tem 5 furos cada (bloco de duas linhas) e é dividido por 5 colunas continuidade ou a depender de quais modelos, 10 colunas interligadas ou separadas a cada 5 colunas.

Problemas

A protoboard é uma ótima ferramenta para prototipagem mas por conta dos barramentos em paralelo ocorre capacitâncias parasitas (em alguns casos) que podem prejudicar alguns circuitos mais sensíveis. Entretanto uma dos principais sufocos é o mal contato dos terminais, isso é um baita problema e geralmente é por conta de oxidação dos barramentos ou o próprio componente.

Outro problema comum é o descolamento da duplaface que prende a protoboard em uma superfice, isso geralmente ocorre com o tempo e quando descola fica mais complicado para continuar usando pois ao colocar os componentes os barramentos saem e sem a proteção de baixo estará sujeito a uma maior oxidação.

Protoboard de 800 furos com fundo oxidado. Protoboard aberta
Protoboard de 800 furos com fundo oxidado

Cuidados

A protoboard é uma ferramenta que sempre tem que ser trocada quando apresentar muitos problemas na hora da prototipagem, no entanto, um bom cuidado preservará uma maior vida útil.

  1. Deixe a protoboard em um local livre de poeira e de local muito úmido;
  2. Não fazer soldagem de pinos de placas conectada a protoboard pois pode derreter ou até mesmo cair estanho e entupir os furos;
  3. Não deixar exposto a água ou trabalhar em condições que pode haver uma condensação da atmosfera;
  4. Em casos de projetos que trabalham com luz incandescente não expor a protoboard muito próxima para não derreter;
  5. Em circuitos de potência, chaveadores ou circuito de cargas com boa dissipação para não haver um sobreaquecimento e derreter a placa.